logo
logo

Prefeitura de São José dos Quatro Marcos

Notícias e informações sobre os trabalhos da Prefeitura Municipal de São José dos Quatro Marcos - MT.
ouvidoria@saojosedosquatromarcos.mt.gov.br
3251-1955 / 3251-2110

Atendimento Segunda a sexta: 7h às 13h

3251-1955 / 3251-2110

sd

Livro que narra a História de Quatro Marcos será lançado nesta quinta-feira, 14 de fevereiro na Câmara Municipal

Pela primeira vez o município de São José dos Quatro Marcos terá sua história contada em livro. E será um livro importante para se conhecer como se deu o processo de criação e emancipação, bem como as lutas dos primeiros para tornar o local habitável e povoado, como vemos nos dias de hoje. Será, ainda, um prato cheio para concursos públicos, testes seletivos e citações acadêmicas.

 

O livro História e Memórias de São José dos Quatro Marcos é de autoria do escritor quatro-marquense L. C. Bordin. O lançamento será nesta quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019, às 20h30 min., no plenário da Câmara de Vereadores, onde autoridades, educadores, alunos e população em geral poderão adquirir um exemplar e conferir o conteúdo e qualidade da obra.

 

O prefeito de São José dos Quatro Marcos, Professor Ronaldo Floreano dos Santos, bem como o atual deputado estadual Doutor Gimenez, foram os prefaciadores desta obra que resgata os tempos primórdios de um povo que deu origem aos quatro-marquenses e transformaram o local nas terras de São José.

 

O prefeito Professor Ronaldo Floreano disse que “o leitor encontrará no livro uma versão completamente fundamentada e passará a conhecer os fatos minuciosos desse município que tem grande importância para o Estado de Mato Grosso e para o Brasil”. Já o deputado estadual Doutor Gimenez explicou que “o livro é um material sério e histórico, e que certamente servirá de grande contribuição de pesquisas por alunos e mestres”.

 

SINOPSE DO LIVRO HISTÓRIA E MEMÓRIAS

 

Os habitantes da região Sudoeste, nos tempos primórdios, foram os índios Bororo Cabaçais. Eles usavam a poaia, um arbusto abundante na localidade, como remédio para curar seus males. Depois vieram os Bandeirantes, com a missão de catequizá-los e explorar suas terras em busca do ouro e da poaia.

 

Para fomentar e expandir as fronteiras agrícolas no Brasil, foi instituída a Marcha para o Oeste, em 1937. Mas foi uma ação posterior, considerada de Marcha para o Sudoeste de Mato Grosso, que desencadeou o início do povoamento da região. Esse fato culminou com a inauguração da ponte Marechal Rondon, em 1961.

 

Nessa nova Marcha, estavam entre os imigrantes os senhores Zeferino José de Mattos, Luiz Barbosa e Miguel Barbosa do Nascimento. Os três, com sítios vizinhos. Seus lotes de terras foram demarcados com quatro marcos fincados no cruzamento de duas picadas abertas para essa finalidade.

 

E os pioneiros e desbravadores foram chegando e adentrando a floresta. Para isso, abriam picadas no meio da mata virgem. A informação de fertilidade e fartura do solo colocava a localidade como uma “terra prometida” para eles.

 

Os pioneiros e desbravadores enfrentaram durezas. Mas a vontade de dar o melhor para os filhos sobressaiu nas dificuldades. Não tinham água: foi preciso abrir poços no meio da mata. Não tinham estradas. Não tinham comércio. E gastavam dias para chegar na cidade de Cáceres, onde faziam suas compras.

 

Uma escolinha de pau-a-pique foi construída numa clareira aberta na encruzilhada dos quatro marcos. Era o ano de 1966. Mas foi no dia 15 de junho de 1967 que a escolinha foi inaugurada em definitivo. E teve uma grande festa. E foi a partir de então que começou a saga para se construir uma cidade. E essa saga originou São José dos Quatro Marcos, batizada desde o início como sendo as terras de São José.

user
Luiz Carlos Bordin
Cultura e Turismo

Chefe do Departamento de Cultura e Turismo
Avenida Sergipe, 940, Centro
Telefone 65 3251-2438
Atendimento 8h às 11h; 13h às 17h